A PRESENTIFICAÇÃO NO CONTO BOLINHA DE PING-PONG, DE RIMAR SEGALA

  • Ronny de Menezes UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
  • Fabio Marques de Souza Universidade Estadual da Paraíba
Palavras-chave: Presença, Escritas Surdas, Literatura, Cultura

Resumo

Esse trabalho tem por objetivo analisar o conto “Bolinha de ping pong”, de Rimar Segala, demonstrando como essa obra apresenta amalgamações entre linguagem e presença. Para isso iniciaremos uma incursão sobre as artes produzidas por pessoas surdas. A partir disso adentraremos nas amalgamações entre linguagem e presença descritas por Gumbrecht (2010) e, nesse caminho, compreenderemos a presentificação de coisas ausentes e a percepção física, possibilitada através do conto. A partir da análise da presença, podemos concluir que através da obra foi possível identificar diversas amalgamações entre linguagem e presença. Assim, através do conto em questão os expectadores podem sentir em seus corpos aquilo que está distante, podendo essa presentificação nos levar a humanizar a nossa visão sobre as pessoas surdas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BASBAUM, S. R. Sinestesia, arte e tecnologia: fundamentos da cromossonia. São Paulo: Annablume/Fapesp, 2002.
BENVENISTE, Problemas de linguística geral. São Paulo, EDUSP, 1976.
CANDIDO, A. Vários Escritos. Rio de Janeiro: Ouro Sobre Azul, 2011.
CÂNDIDO, Antônio. A literatura e a formação do homem. Remate de Males : Revista do Departamento de Teoria Literária, São Paulo, n. esp., p. 81-89, 1999.
ECO, Umberto. A definição da arte. Lisboa: Martins Fontes, 1981.
FANON, F. Os Condenados da terra. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1968.
ISER, W. O ato da leitura: uma teoria do efeito estético. Vol 1. Tradução Johannes Krestschmer. São Paulo - SP, 1996.
KLAMT, M; MACHADO, F; QUADROS, R. Simetria e ritmo na poesia em língua de sinais. In: WEININGER, M. & QUADROS, R. (Orgs.) Estudos da língua brasileira de sinais. Florianópolis: Editora Insular, 2014.
PERLIN, G. Identidades Surdas. In: SKYLAR, C. (org.). A Surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 2011.
PIMENTA, N. A tradução de fábulas seguindo aspectos imagéticos da linguagem cinematográfica e da língua de sinais. 2012. 165 f. Dissertação (Mestrado em estudos da Tradução). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.
SASSAKI, R. K. Inclusão construindo uma sociedade para todos. Rio de Janeiro: WVA, 1997
SILVA, A. D. P. O ensino de literatura hoje: da crise do conceito à noção de escritas. Campina Grande: EdUEPB, 2016.
SOUZA, M. D. P; SILVA, R. M. A formação de uma variedade surda da raça humana: o olhar eugênico de Alexander Graham Bell sobre a pessoa surda. Revista Digital de Políticas Linguísticas. Vol. 8, N. 8, Córdoba, 2016.
STROBEL, K. História da educação de Surdos. UFSC. Licenciatura em Letras-Libras na Modalidade a distância Florianópolis 2009. Disponível em: < https://www.libras.ufsc.br/colecaoLetrasLibras/eixoFormacaoEspecifica/historiaDaEducacaoDeSurdos/assets/258/TextoBase_HistoriaEducacaoSurdos.pdf>. Acesso em: 27 nov. 2020.
THOMA, A. S. Surdos: “Esse outro” que a mídia fala. In: SKYLAR, C. (org.). A Surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 2011.
LUDMER, J. Literaturas pós-autônomas. Sopro, Desterro, v.20, p.1-4. 2010.
LANDER, E. Ciencias sociales: saberes coloniales y eurocéntricos. In: Edgardo Lander (comp.) La colonialidad del saber: eurocentrismo y ciencias sociales. Perspectivas Latinoamericanas. CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, Buenos Aires, 2000.
MENEZES, R. D; SOUZA,F. M. Escritas Surdas na Escola: Novos horizontes literários. Mentes Abertas, São Paulo, 2019.
GOMBRICH, E. H. História da Arte. Rio de Janeiro, Zahar Editores, 1981.
GUMBRECHT, H. U. A presença realizada na linguagem: com atenção especial para a presença do passado. História da historiografia, Ouro Preto, v.2, n. 03, 2009. Disponível em: https://www.historiadahistoriografia.com.br/revista/article/view/68 Acesso em 13 de dez. 2020.
GUMBRECHT, H. U. Produção de presença: o que o sentido não consegue transmitir. Rio de Janeiro: Contraponto, v. 1, 2010.
QUIJANO, Aníbal. Colonialidad del Poder, Cultura y Conocimiento en América Latina. In: Anuário Mariateguiano. Lima: Amatua, v. 9, n. 9, 1997
SILVA, W. A. Concepção de presença em Gumbrecht – contribuição do paradigma interdisciplinar. REVISTA OPARA: CIÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS APLICADAS, Petrolina, JAN/DEZ 2015.
Publicado
2021-08-10
Como Citar
DE MENEZES, R., & Souza, F. M. de. (2021). A PRESENTIFICAÇÃO NO CONTO BOLINHA DE PING-PONG, DE RIMAR SEGALA. Open Minds International Journal, 2(2), 19-36. https://doi.org/10.47180/omij.v2i2.112